MPE e MPF! Tal absurdo cometido pelo Prefeito Assis Ramos fatalmente colocará em risco de morte milhares de imperatrizenses!!!

Share:

O prefeito esta flexibilizando a abertura do comércio a partir de hoje, em pleno pico da pandemia, onde de sexta pra sábado, o numero de infectados chegou a 199. 

Quando Imperatriz não tinha nenhum caso de infectado, quando as unidades de saúde não tinham ninguém internado por conta da pandemia, o prefeito decretou o fechamento do comércio, depois de 60 dias, a maioria dos pequenos empresários estão quebrados, agora sim era o momento de restringir a abertura de algumas atividades, mas o despreparo e a incompetência são visíveis nessa gestão. 

O Ministério Público do Maranhão e o Ministério Público Federal, deram entrada na justiça federal numa Ação Civil Pública contra a decisão do prefeito de flexibilizar a abertura do comércio, os procuradores afirmam que tal absurdo, fatalmente colocará em risco de morte milhares de cidadãos do município de Imperatriz, eles afirmaram também que o Hospital de Campanha do município, se recusa a receber pacientes que não estejam com o teste positivado.

As novas estruturas que estão sendo providenciadas para o atendimento da demanda do novo Coronavírus, como: a nova enfermaria do Hospital Macrorregional, os novos leitos do Hospital Materno Infantil, os novos leitos do Hospital Macrorregional, a nova enfermaria do Centro de Convenções, estão sendo feitas pelo governo do estado em parceria com a iniciativa privada, não tendo nenhuma contribuição da prefeitura de Imperatriz, essa afirmação também foi feita pelos procuradores na ação civil, vale lembrar que o município de Imperatriz já recebeu cerca de R$ 30 milhões de reais para o combate da COVID-19, se o prefeitão das tapiocas não esta fazendo praticamente nada, não é por falta de dinheiro e sim por completa incompetência administrativa!!!


Nenhum comentário