Os "paus de selfie do prefeito", vai custar mais de R$ 8 milhões de reais!!!

Share:

O competentíssimo prefeito top das galáxias esta colocando radares em toda cidade, os famosos "pau de selfie do prefeito" até em ruas em péssimas condições de trafegabilidade está sendo colocado, e sabe quem é que tá bancando essa farra toda? Nós, pobres contribuintes e o valor não é nada barato, estão sendo gastos, R$ 8.299.927,32, a informação foi prestada nas redes sociais pelo Vereador Adhemar Freitas Júnior. 

Aqui hoje ta assim, nós pagamos o salário do prefeito pra ele administrar a cidade, a sua incompetencia faz com que a cidade fique cheia de buracos, nós pagamos pra colocar os radares e no final temos que pagar pra consertar os nossos veiculos e ainda teremos que pagar pelas multas e o incompetente do prefeito, paga o quê???

Veja o que disse o Vereador Adhemar Freitas Júnior:

Instalação dos radares eletrônicos

Diante da pandemia e da suspensão regular das sessões da Câmara Municipal estou utilizando este espaço  para manifestar minhas posições, em síntese, que antes fazia da Tribuna da Câmara de Imperatriz.

Nos últimos dias a cidade tem assistido a instalação de radares eletrônicos de velocidade, os chamados pardais, e como não observar o claro contraste no investimento de R$ 8.299.927,32 para controle de tráfego e afins e as péssimas condições de manutenção das vias.

Como se sentirá o cidadão ao receber uma multa por uma infração de trânsito e ao mesmo tempo levar seu veículo para manutenção da suspensão e outros devido as condições das ruas da cidade?

Se pode e deve ser cobrado pelos erros cometidos no trânsito, por que também não cobrar do poder público a manutenção de seu veículo por culpa da falta de reparo das vias?

Será se é justo o contribuinte operacionalizar o poder público para ser multado, pagar pela manutenção das vias e ter de forma eficiente apenas a conta para pagar?

Cobrar com tamanha eficiência e tecnologia e manter as vias com tamanha ineficiência e antiguidade com colocação de pedras nos buracos, quanto contraste!

A opção de gestão pelos radares eletrônicos sem a devida manutenção das vias é no mínimo olhar para o cidadão como uma fonte inesgotável de recursos. Sem dúvida não é o momento com o enfrentamento desta pandemia ainda discutir na nossa cidade sobre a indústria da multa.

               Adhemar Freitas Jr.                         
Vereador

Nenhum comentário