O Prefeito Assis Ramos foi atraído pelo DEM com a disposição de muito dinheiro do Ministério da Saúde!!!

Share:


O Prefeito Assis Ramos anunciou em abril do ano passado a sua possível saída do MDB, partido que bancou integralmente a sua campanha para prefeito em 2016. 

A partir do final de março da ano passado o prefeito de Imperatriz começou a  conversar com vários dirigentes partidários e dizia abertamente que estava em “negociação“ para escolher a nova sigla partidária que iria ingressar. 

A declaração do Assis Ramos, dada em Abril de 2019, comprova que ele recebeu convites de vários partidos e que houveram negociações intensas: “Venho pensando em trocar de partido e conversando com lideranças  dos partidos e avaliando os convites para decidir junto com o meu grupo em qual deles estaremos para o ano que vem".

Naquele  momento da história entra em cena a figura do presidente estadual do DEM, deputado Juscelino Filho. Ele também passa a disputar a filiação do prefeito da 2ª maior cidade do Maranhão ao seu partido. 

Até aquele instante estava tudo bem, tudo normal, havia apenas uma disputa partidária salutar. Mas a cartada “espetacular” do Juscelino Filho para filiar o prefeito sinaliza que a filiação do Assis Ramos sucedeu a uma tremenda corrupção com o dinheiro público destinado a saúde, denunciada na Tribuna da Câmara Municipal de Imperatriz, pelo Vereador Presidente, José Carlos Soares Barros. 

Com toda a certeza o presidente Jair Bolsonaro não sabe, mas agora vai saber que cerca de R$ 43.000.000,00( Quarenta e Três Milhões de Reais) em verbas públicas, do Ministério da Saúde, foram usadas para “convencer” o prefeito Assis Ramos a se filiar no DEM, depois de toda uma acirrada disputa política-eleitoral. 

O Presidente Estadual do DEM, Deputado Juscelino Filho, levou o prefeito Assis Ramos a Brasília para se encontrar e conversar com o Ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta que é um dos caciques do DEM. 

Depois da conversa milionária realizada em Brasília o prefeito Assis Ramos decidiu se filiar ao partido do DEM.  Além dos 43 milhões de reais do fundo nacional da saúde para o fundo municipal da saúde de Imperatriz, o Ministro Mandetta, mandou também cerca de R$ 1,2 milhões de reais para reforma do Hospital Socorrinho. 

Outro fato que chama a atenção é que a única cidade do Maranhão visitada pelo Ministro da Saúde, Mandetta foi justamente Imperatriz. Ele esteve na cidade, segundo informações jornalísticas, para olhar de perto as obras do Socorrinho. 

Em março deste ano, o Vereador Presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, José Carlos Soares Barros, disse que os R$ 43 milhões de reais enviados pelo governo federal, sumiu através de notas fiscais frias, o vereador usou o termo, "notas fiscais compradas" (ouça o áudio)!!!

Veja abaixo os comprovantes do envio de cerca de 43 milhões de reais do Ministério da Saúde para a prefeitura de Imperatriz no ano passado. Veja também algumas matérias que confirmam a veracidade das informações que comentei nessa postagem!!!

















Nenhum comentário