Delegado é preso após agredir mulher em bar de Teresina!!!

Share:


Por Ellyo Teixeira - Policiais do Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam no início da tarde desta quinta-feira (26/12) o delegado da Polícia Civil do Piauí, Anchieta Pontes, suspeito de agredir uma mulher com golpes de garrafa de cerveja no último domingo (21/12). A informação foi confirmada ao OitoMeia pelo secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu.

Segundo o delegado Francisco Costa, o Baretta, coordenador do DHPP, em depoimento, a mulher agredida contou detalhes de como ocorreu a violência física e psicológica. A vítima relatou que estava no próprio bar onde também mora quando foi agredida com uma garrafa de cerveja.

“Ela relatou que quando viu o delegado ainda pediu a funcionária para fechar a porta, mas não deu tempo. Ela correu para um quarto e ele foi atrás bastante agressivo. Ele quebrou uma garrafa e a atacou no rosto, mas ela acabou botando a mão e foi ferida no braço. Os cacos da garrafa a deixaram ferida no rosto. Depois sofreu um chute na coxa e desmaiou. Nesse momento, ele foi embora, possivelmente, acreditando que ela tinha morrido, pois havia muito sangue”, disse Baretta. 

HISTÓRICO DE AGRESSÃO

A vítima contou ainda que as agressões já teriam ocorridos outras vezes. Em uma delas, a mulher teria tido uma arma de fogo apontada para o rosto e foi ameaçada. De acordo com Baretta, em depoimento a mulher disse ainda que ele tinha ciúmes até dos clientes.

“A vítima e o delegado tiveram um colóquio amoroso por quatro anos e estavam separados desde setembro em razão do comportamento agressivo dele. O delegado já tem histórico e agressões contra mulher e envolvimento com o álcool”, afirmou Baretta. 

JÁ HAVIA SIDO PRESO

Há pouco mais de um mês, a Secretaria de Estado da Segurança Pública informou que o José de Anchieta Pontes dos Santos, lotado na delegacia de Monsenhor Gil foi preso suspeito de violência doméstica. Na época ele chegou a negar o caso e disse que mulher teria sofrido um “surto psicótico”.

O delegado era lotado da Delegacia de Monsenhor Gil e desde o primeiro caso de agressão foi afastado da unidade policial. Atualmente ele estava fazendo tratamento contra o alcoolismo.

* Deu no Oito e Meia

Nenhum comentário