A CPI poderá fazer com que o Prefeito Assis Ramos prenda o secretário de saúde!!!

Share:

A CPI vai investigar dois contratos da empresa CATHO - GERENCIAMENTO TÉCNICA DE OBRAS E SERVIÇOS LTDA, de manutenção dos equipamentos hospitalares, odontológicos e lavanderia. 

A denúncia foi feita pelo Portal do Frei, essa empresa assinou em 2017 um contrato com dispensa de licitação, no valor de cerca de R$ 3,6 milhões de reais para um período de 180 dias, dando cerca de R$ 600 mil reais por mês. 

A empresa Assistec que fazia a manutenção desses equipamentos desde o primeiro governo do Senhor Ildon Marques em 1997, apresentou um orçamento no valor de R$ 54 mil reais por mês, mas o Secretário Alair Firmiano preferiu "importar" uma empresa de São Luis pagando cerca 11 vezes mais caro. 

Tramita na Vara da Fazenda Pública, uma Ação Civil Pública, onde o Juiz da Vara da Fazenda Pública, Joaquim da Silva Filho, determinou a busca e apreensão de todos os documentos referente ao contrato com dispensa de licitação com a empresa Catho Gerenciamento Técnico de Obras e Serviços Ltda. 

Há suspeita de fraude na dispensa da licitação e superfaturamento de pagamentos por serviços de manutenção de equipamentos e outras irregularidades.

Essa CPI tem a oportunidade de mostrar se esta havendo desvio de dinheiro publico nesse contrato. 

Caso seja comprovado as denuncias de desvio de dinheiro, como fica a situação do Prefeito Assis Ramos, já que em sua campanha, ele dizia que se pegasse algum secretário roubando, ele mesmo o prenderia!!!

Nenhum comentário