Coronel Zanoni visita o lixão com o Secretário de Obras, Francisco Soares!!!

Share:

“Lixão provoca danos à saúde humana e ao meio ambiente”, diz Coronel Zanoni.



Com uma população estimada em 15.895 habitantes, segundo dados do IBGE, o município de Governador Edison Lobão, a 30 quilômetros de Imperatriz, ainda não possui local adequado para o descarte correto do lixo domestico. Tudo recolhido na cidade é descartado irregularmente, as margens da MA-280, rodovia que interliga Governador Edison Lobão a Montes Altos.


Atendendo apelo da comunidade, Coronel Zanoni, esteve no lixão com o secretário Municipal de Transportes, Obras e Serviços Públicos, Francisco Soares Lima, oportunidade em que transmitiu ao titular da pasta os reclames dos moradores do local.


“Os problemas causados pelo lixão são muitos e variam desde a contaminação do meio ambiente até danos à saúde da população que vive nesse local. No meu entendimento a comunidade não pode ser penalizada por isso,” – disse Coronel Zanoni.


Durante o encontro, Chico Lima, como é chamado, informou que “o município já dispõe de um projeto para construção do Aterro Sanitário em local adequado”. Ele acrescentou ainda que “em breve o Poder Público Municipal, em parcerias, da inicio a obra,” – concluiu Chico Lima.


A forma de descarte de resíduos em Governador Edison Lobão é inadequada, uma vez que não há nenhuma proteção ao meio ambiente e não existe garantia de que eles não causem danos à saúde das pessoas.


O lixão caracteriza-se pela deposição do lixo em uma área aberta. Ao ser depositado dessa forma, ele não é analisado previamente, o que torna impossível saber quais os resíduos lançados no meio ambiente e o grau de poluição e contaminação que eles podem provocar. Além disso, o lixo pode atrair animais que são vetores de doenças.


Principais problemas ambientais e de saúde pública causados pelo lixão:


Contaminação do solo pelo chorume (líquido de cor escura proveniente da decomposição da matéria orgânica presente no lixo); Contaminação das águas subterrâneas com a penetração no solo do chorume produzido pela decomposição do lixo; Mau cheiro por causa da decomposição do lixo; Aumento dos casos de doenças, pois o lixo atrai ratos, baratas e moscas. Além disso, ainda pode tornar-se criadouro de mosquitos vetores de enfermidades como a dengue; Aumento do número de incêndios causados pelos gases que foram gerados a partir da decomposição dos resíduos depositados nos lixões. (Da Assessoria)

Nenhum comentário