Flávio Dino acusando o "nazismo" dos outros, soa como piada!!!

Share:
Faltam 494 dias pra acabar o governo comunista no Maranhão.

Por Linhares Júnior - Provavelmente sem saber que seu governo iria estampar as manchetes do maior escândalo com dinheiro público no mês de agosto, o governador do Maranhão, Flávio Dino, usou a internet para fazer proselitismo político no último dia 13. Disse em suas redes sociais:



A mensagem do governador pode não ser evidente, mas é clara: ele acusa o presidente Donald Trump de ser nazista e estende a crítica ao deputado federal Jair Bolsonaro.


Nos últimos 10 anos os maranhenses foram bombardeados pelo “mito” de que Flávio Dino seria uma espécie de intelectual. Cerca de 3 anos e meio após ser conduzido pelo povo ao Palácio dos Leões, a fragilidade do governador fica mais exposta a cada dia.


A piadinha de mau-gosto sobre Charlottesville comprova duas coisas: ou o governador é um ignorante, ou tenta insuflar a militância contra seu adversários por meio de mentiras. Vamos aos fatos…


A acusação de que Donald Trump é uma espécie de neonazista é completamente mentirosa. Sua filha Ivanka casou-se com um judeu, converteu-se ao judaísmo e os seus filhos, netos de Trump, seguem a religião que quase foi dizimada por Hitler.


Alguns poderiam dizer que Flávio Dino sabe disso e apenas usa a mentira para manipular os mongoloides esquerdistas que o seguem. Mas, querem saber? Eu tenho plena convicção de que a única coisa que Flávio Dino sabe sobre política externa advém do que assiste na Globo e lê em blogs alinhados ao PT. Tenho plena convicção de que ele não sabia da religião de Ivanka, filha de Trump. Mas, vamos em frente…


Não há notícias de que Donald Trump apoie algum regime tirânico no mundo. Pelo contrário, o presidente norte-americano já se colocou contra os regimes sírio, norte-coreano e venezuelano. Governos conhecidos por tiranizarem o povo e perseguirem inimigos políticos. Já essa postura combativa não pode ser dirá do PCdoB, partido em que Flávio Dino desponta como maior estrela. O partido do governador que acusa os outros de nazista já lançou notas de apoio ao presidente venezuelano Nicolás Maduro e também é entusiasta do maluco nuclear Kim Jong-Um. Que coisa, não é?


Além do mais, o governador, comunista que é, deveria tomar cuidado ao sair por aí acusando os outros de serem nazistas. Até mesmo por uma questão etimológica. O partido Nazista se chamava no original em alemão “Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei”. Que em bom português significa Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães.


Nazi foi uma gíria que nasceu de Nationalsozialist. Mas as semelhanças não param por aí. No nazismo a economia era controlada pelo governo, existia um partido único, a imprensa era controlada, o capitalismo era odiado e a educação servia para doutrinar as pessoas. Lembram de alguma outra ideologia?


Este tipo de comportamento “juventil” do governador apenas expõe seu despreparo intelectual (sim, eu tenho certeza que ele não sabe das coisas acima) e seu desprezo pela administração pública.


Enquanto brincava de soldado contra o “golpe” e agora passa vergonha ao escrever tolices nas redes sociais, o estado gasta milhões e milhões de reais com o aluguel de prédios abandonados.


Quanta decepção…

Nenhum comentário