CALOTE! Obra de expansão da VLi tem causado prejuízos aos empresários Imperatrizenses

Share:


Desde o ano passado a VLi, empresa que tem a concessão da Ferrovia Norte Sul está em fase de construção de uma oficina de manutenção de locomotivas e vagões de trem, posto de abastecimento de combustíveis, bem como a ampliação dos pátios de manobras das composições.


Essa obra já gerou muitos problemas a sociedade local; primeiramente os funcionários das empresas terceirizadas que estão sem receber salários, e agora as empresas fornecedoras de materiais e serviços.


Estima-se que já passam de 4 milhões o valor da inadimplência somente no mercado local.


Os prejudicados já fizeram mobilizações na portaria da empresa e nenhuma atitude foi tomada por parte da VLi.


A obra está parcialmente paralisada devido a essa enxurrada de problemas.


Ano passado antes de iniciar as obras, a VLi convocou uma reunião junto a ACII – Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, via PDF – Programa de Desenvolvimento de Fornecedores, mostrando ao empresariado local as oportunidades de negócios que a obra geraria ao comércio local, porém, percebe-se agora o descaso por parte da VLi em resolver essas pendências financeiras.


O comércio já vive momentos de grandes crises econômicas, o cenário das empresas tem sido cada vez mais crítico, gerando demissões para corte de custos visando sustentar o negócio, e para completar agora vem esses calotes das poucas obras existentes na região.


Empresas como fornecedoras de alimentos, combustíveis, madeira, materiais de construção, tintas e vernizes, ferramentas, materiais de segurança, aluguel de máquinas e implementos, materiais elétricos, ferros, fornecedores de mão de obra em geral, são os mais prejudicados, pois desde fevereiro desse ano que os compromissos não são honrados pelos devedores.

Nenhum comentário