Hungria ameaça banir estrela vermelha da Heineken: ‘comunismo’

Share:

Proposta do governo quer proibir uso de símbolos 'totalitários'



VEJA - A icônica estrela vermelha no logotipo da marca de cerveja Heineken pode estar com os dias contados na Hungria. Um projeto de lei apresentado nesta semana pelo partido do primeiro-ministro, Viktor Orban, de direita, quer proibir o uso comercial de símbolos “totalitários”, entre eles a suástica nazista e a estrela de cinco pontas vermelha, associada ao comunismo.


De acordo com o jornal britânico The Guardian, o projeto é visto como reação a uma vitória judicial obtida pela empresa sediada na Holanda sobre uma cervejaria de origem húngara na Romênia, em uma disputa sobre direitos autorais. O governo de Budapeste chegou a apoiar um boicote ao consumo da bebida da garrafa verde.

Nenhum comentário