O Maranhão na contra-mão da crise!

Share:

O Governo Flávio Dino nesses dois anos em plena crise econômica, vem aumentando significativamente a carga tributária, o resultado esta sendo altamente negativo, várias empresas fechando, empresários abarrotados de dividas. Não existe nenhum incentivo para ajudar o empresariado a sair da crise, somado a isso, temos o mal atendimento que a Sefaz vem prestando aos contribuintes. A unidade de Imperatriz, apesar de ter bons servidores, mas nada pode fazer, toda a autonomia foi tirada e transferida para capital. Os Contadores tem tido muitas dificuldades para resolverem problemas simples. A abertura de novas empresas tem sido a grande dificuldade que eles vem enfrentando. O Maranhão nos anos de 2015 e 2016, foi o segundo pior estado em abertura de novas empresas, enquanto o estado abriu apenas 21.428 novas empresas em 2016, o país contabilizou 1.702.958. É preciso que haja uma mobilização da Federação do Comércio e Industria, do Conselho de Contabilidade e até mesmo dos prefeitos, pois se a venda cai, automaticamente cai também o repasse do ICMS.

Nenhum comentário