Repúdio sobre a manobra da família Sarney em Imperatriz

Share:
delegado-assis-ramos-familia-sarney

Abaixo um texto postado nas redes sociais pelo engenheiro Elton Meneses:

Nossa cidade está perplexa diante da manobra feita pela família Sarney em parceria com o Delegado Assis e o major Jenilson. O major foi orientado a esculhambar o governador do Estado, chamando-o de PILANTRA e VAGABUNDO e outras coisas que não podemos escrever aqui. Eles sabem que o Governador é o Chefe Supremo da Polícia Militar. Na disciplina militar, toda insubordinação implica em DISCIPLINA. Eles sabiam que o Governador Flávio Dino, por força do Regimento da Polícia Militar, tinha, obrigatoriamente, que prender o major Jenilson. Por isso, o major usou os piores palavrões para não deixar o governador sem outra alternativa, a não ser prende-lo por insubordinação e indisciplina. Como Comandante Supremo da PM, o governador Flávio Dino ou prendia ou ficaria desmoralizado diante de toda a briosa Polícia Militar do Maranhão. Na verdade, Sarney faz política há 50 anos. Ele sabe mexer nos pauzinhos. Ele é mestre. Com isso, quis jogar a população contra o governador com o objetivo de atingir a candidatura da ROSANGELA CURADO. A família Sarney quer tomar conta de Imperatriz através do seu candidato Assis Ramos, e com isso, voltar a mandar no Maranhão. Ainda bem que a manobra foi descoberta a tempo. Nós quatro cantos da cidade as pessoas estão comentando e ao mesmo tempo revoltadas com a fraude eleitoral elaborada pelos Sarneys. Como um candidato, que diz amar Imperatriz, se presta para um negócio desses? Um jogo sujo para entregar nossa cidade nas mãos da Família Sarney? E o major Jenilson, que se diz cristão, entrar nessa tramoia, usando palavrões, impróprios para a sua religião, aceitar colocar sua brilhante carreira militar em jogo, para vender nossa cidade para a família Sarney? Não existem palavras para medir tão sórdida ARMAÇÃO. Mas Imperatriz descobriu a farsa.

Nenhum comentário