Renald Caffe: Ildon administrava a Prefeitura de Miami

Share:

Veja o que disse o Jornalista Renald Caffe em sua pagina no Facebook, e olha que ele conviveu de perto com Ildon Marques:


[caption id="attachment_1409" align="aligncenter" width="1517"]ildon-e-renald-caffe "Ildon administrava Imperatriz de Miami", disse Renald Caffe[/caption]

Vamos lembrar :
Quando Ildon Marques foi prefeito, foi o gestor mais ausente da historia de Imperatriz, a prefeitura era em Miami, pouquíssimas vezes se encontrava o prefeito em seu gabinete. Vi e ouvi em seu programa de tv, ele falar da construção de um novo socorrão, puxa, mas, o governo acaba de entregar um novo hospital completinho, novinho, e se não me falha a memoria, quando o Ildão era prefeito, a saúde de Imperatriz passou o maior caos já vivido. O programa Bandeira Dois e outros eram feitos na porta do hospital, gente morrendo, falta de leitos de utis, médicos no limite, falta de material básico, um verdadeiro caos, e ele em Miami. Em relação ao que ele fala de salários dos servidores em dia, isso é obrigação não é qualidade, alguém lembra o que ele fez com varias famílias que sobreviviam de seus quiosques na beira rio? Pois bem, na administração dele, as famílias foram retiradas, quase a força, os quiosques foram jogados em cima de caminhões humilhadas e sem terem como sobreviver, muitas foram embora da cidade, e o projeto que ele prometeu antes? De criar um padrão de qualidade de quiosques para essas famílias se manterem sem a necessidade de quebrar tudo e botar para correr o povo? E a bandeira socialista levantada agora? Foi so para a eleição? Isso é socialismo? É triste mais é fato, é real, o Brasil busca uma politica ética de real ideologia, novos administradores que pense na busca de soluções para os graves problemas, e se eles também não forem eficientes, que se renove, essa uma opinião particular minha, respeitando todos aqueles que de uma maneira geral vota ou não no Ildon, afinal nossas opiniões religiosas, esportivas, sexuais e políticas estão resguardadas na Constituição Federal.

Nenhum comentário