Madeira ‘atira no escuro’ em Imperatriz

Share:

Deu no Marrapa


Prefeito madeira 2


O clima de eleição segue acirrado em Imperatriz. O prefeito Sebastião Madeira (PSDB) começa a se arrepender da aliança que formou para a sua sucessão. O tucano apoiará o empresário Ribinha Cunha (PSC), dono do Café Viana, que não deslancha e tem dificuldades para manter aliados.


Madeira apostou que seu prestígio poderia garantir a eleição de um poste, no entanto, seus erros de gestão e de avaliação podem fazer com que ele pague caro, inclusive com seu sonho de ser senador. Ribinha não tem a popularidade dos principais candidatos e vê sua pré-campanha em uma total inércia. Madeira tentou ainda colocar como vice a ex-secretária do município, Mirian Reis, mas ela não trouxe a mobilização esperada.


O prefeito, agora, resolveu partir para o ataque, patrocinando agressões contra os candidatos Ildon Marques (PSB) e Rosângela Curado (PDT). Contudo, esquece que como gestor com altíssima taxa de rejeição, se tornaria um alvo fácil daqueles que elegeu como adversário.


Correligionários da candidata pedetista já avisaram que não vão permitir agressões gratuitas e de foro íntimo. Ildon Marques deve seguir a mesma linha, mesmo acossado com a possibilidade de inelegível.


À véspera do prazo final para o registro de candidatura, o candidato de Madeira pode levar “madeira” e perder o apoio de dois grandes aliados: o PHS (prestes a sofrer uma intervenção nacional por causa do apoio a Wellington do Curso em São Luís) e o PSD.

Nenhum comentário