Terror em São Luís: a culpa não é de Flávio Dino

Share:

Deu no Gilberto Léda:


Flavio dino terror em sao luis


Após 16 ataques a ônibus e após ponderar os argumentos pró e contra o Governo do Estado, cheguei a uma conclusão: a culpa pelo terror que se instalou em São Luís, de fato, não é do governador Flávio Dino (PCdoB).


A culpa é mesmo dos empresários do transporte coletivo, esses mercenários, que já contabilizando pelo menos R$ 1 milhão em prejuízos com ônibus incendiados resolveram recolher, no fim de semana, os carros à garagens, causando pânico à população.


A culpa é dos donos de postos de combustíveis, esses capitalistas vorazes, que estão vendendo álcool e gasolina, usados pelos criminosos para queimar os ônibus.


A culpa é dos passageiros, esses inocentes, que nem sequer deveriam pegar ônibus.


A culpa é do cidadão comum, esse bandido, que espalha boatos pelo WhatsApp.


A culpa pode ser de Karl Benz, esse visionário, que inventou o automóvel – sem essa invenção, talvez não houvesse ônibus a serem queimados em 2016 no Maranhão.


A culpa, talvez, seja nossa, de todos os sonhadores maranhenses, que elegemos governador um comunista. Não fosse isso, ele não tivesse hoje de lidar com esse grande fardo que é cuidar da segurança das pessoas, preferindo, ao contrário, culpar os outros.


A culpa pode ser de qualquer um.

Só não pode ser, na retórica governista, de Flávio Dino…

Nenhum comentário